Uma deliciosa troca de casais

Meu marido, João, já raramente me procurava e eu, confesso, já estava me sentido tentada a corresponder às investidas de um ou outro colega meu. Mas sempre resisti a fazê-lo por não querer ser infiel.

Então, subitamente num dia, o meu marido chegou do emprego e se aproximou de mim na cozinha. Chegando por trás, me abraçou a começou a enfiar as mãos dentro da minha blusa e sutiã, procurando meus seios, apalpando e apertando-os levemente.

Raramente ele chegava em casa com este nível de tesão, o que me fez corresponder às suas investidas imediatamente. Empinei minha bunda e comecei a rebolar, roçando meu rabo contra a pélvis dele, percebendo o volume enorme dentro de suas calças.

Os meus movimentos estavam deixando-o completamente louco. Não demorou e senti suas mãos nas minhas coxas, levantando minha saia e abaixando minha calcinha. Comecei a sentir um calor muito gostoso e me apoiei na mesa da cozinha, afastando bem minhas pernas e soltando gemidos de prazer.

Logo os dedos do meu marido estavam explorando os lábios da minha buceta e massageando meu clitóris.
Hummmmm! Você está muito molhada, amor! — disse ele beijando minha costas.
E eu estava mesmo molhada.
Minha xoxota pedia ansiosamente para ser penetrada

Ali mesmo, na mesa da cozinha. Apenas fechei meus olhos para me deliciar ainda mais com a situação e percebi que ele estava abaixando suas calças e a cueca. Não deu tempo de pensar, ele me colocou em cima da mesa.

pegada na mesa da cozinha

E logo começou a estimular minha buceta e então ele enfiou todo o seu pênis dentro de mim, sem dó nem piedade. Ohhhhhhhhhhhhh! Devagarrrrr! – gritei quando senti seu cacete grosso, enorme e quente me enchendo toda.

Fazia umas duas semanas que meu marido não me comia. Meu tesão estava lá em cima, mas o dele estava muito mais. Parecia um animal me fodendo. Ele beijava minha nuca, me segurava firme pela cintura e metia sem dó, tirando o pau quase todo e enfiando novamente, com força.

Não demorou muito e percebi que ele não aguentaria muito mais tempo.
– Ahhhhhhh! Vou gozar!!!!!!!! – disse ele gemendo.

Jatos de esperma quentinho foram despejados no fundo da minha buceta enquanto meu marido me apertava contra o corpo dele. Saiu tanto esperma da rôla dele que tive a impressão que não caberia mais na minha buceta. Fiquei um pouco chateada por ele não ter esperado que eu tivesse meu próprio orgasmo.

Mas, não me importei muito. As vezes essas trepadas rápidas me fazem muito bem. Mais tarde jantamos juntos, assistimos a um filme e nos preparamos para dormir. Como é de costume, durmo somente de calcinha. Meu marido foi ao banheiro e ao retornar saltou em cima de mim novamente.
Meu marido parecia um tarado.

Chupou meus seios demoradamente, beijou e lambeu minha buceta e brincou muito com sua linguá no meu grelhinho. Fizemos um meia nove muito gostoso, no qual eu mamava seu pau cada vez mais duro e ele chupava minha xoxota e lambia meu cu.

Finalmente me penetrou com aquela vara dura como rocha em várias posições muito excitantes. E desta vez eu atingi o orgasmo repetidas vezes.
Deitados e entrelaçados um no outro, cansados e esgotados, me atrevi a lhe perguntar:
– O que aconteceu com você hoje? Chegou em casa tão excitado. Meu marido sorriu, me deu um beijo na boca, hesitou um pouco e resolveu explicar.
– O Thiago, aquele meu colega de trabalho, me convidou para ir até a casa dele depois que almoçamos.
– E?
– Ele me mostrou e assistimos um filme pornô muito interessante. Era a história de homens que trocavam de mulheres.
Enquanto me explicava, reparei que meu marido ia ficando cada vez mais excitado.
– No fim – continuou meu marido – o Thiago me disse que ele e sua mulher estão procurando um casal para fazer o mesmo.
Percebi, enfim, o motivo da tanta excitação. Marina, a mulher do Thiago era um espetáculo de mulher. Com seus quase um metro e oitenta de altura, seios bem desenvolvidos e a não muito grande, mas bem redonda e empinada, ela chamava a atenção de todos os homens por onde passava. E meu marido Carlos não era exceção.

Fiquei muito excitada com a ideia. O Thiago era um homem muito bonito, forte e conversador. Eu já havia reparado por várias vezes um volume enorme nos meio das pernas dele, principalmente quando ele olhava para mim.

Eu era muito mais baixa que a Marina, mas minhas tetas eram maiores e meu rabo também era muito superior ao dela.
– E a ideia desta experiência lhe agrada? – perguntei sorrindo ao meu marido.
Ele não falou nada. Apenas sorriu e acenou a cabeça afirmativamente.

conto erótico picante com foto

Nessa noite, meu marido estava muito assanhado. Lambeu e chupou minha buceta mais uma vez e depois fez penetração profunda, uma das formas que ele mais gostava.

Quando adormecemos, tínhamos combinado fazermos uma festa à quatro. Não demoraram muito dias para que nos reuníssemos: eu, o meu marido, o Thiago e a Marina. Combinamos de nos encontrar em uma sexta à noite para um jantar em nossa casa e agimos com a maior naturalidade possível, sem tabus.
O dia da festa chegou

Quando o Thiago e Marina chegaram, abrimos a porta e os cumprimentamos normalmente. Após as conversas iniciais, eu e a Marina fomos para a cozinha preparar o jantar enquanto os homens ficaram encarregados de preparar a mesa.
– Posso lhe dar um beijo? – a Marina perguntou enquanto estávamos na cozinha. Meu “sim” saiu tão baixinho que fiquei com receio de ela não ter ouvido. Fiquei trêmula e sem saber o que fazer. Ela foi chegando, me abraçou calmamente e começou a roçar os lábios dela nos meus, bem lentamente, dando selinhos.

Finalmente sua linguá forçou meus lábios e eu os abri. Era meu primeiro beijo com uma mulher. Quando sua linguá invadiu a minha boca eu me derreti toda e em pouco tempo comecei a corresponder, colocando as mãos na cintura dela e colando o corpo dela ao meu.
– Você é muito bonita, sabia? – disse Marina ao concluirmos nosso longo e apaixonado beijo.
Mas a minha primeira experiência com outra mulher estava apenas começando. Em seguida ela colocou uma das mãos em meus seios e começou a me acariciar.

Depois, sem nenhum aviso, levantou minha saia e procurou minha xoxota. Afastei as pernas um pouco para facilitar seu trabalho. Eu já estava tão excitada que acho que minha calcinha já estava toda molhadinha.
– Acho que meu marido vai gostar muito de você – disse ela enquanto seus dedos massageavam meu grelho por cima da minha calcinha.
– Você também vai deixar o Thiago delirando de tesão. Sinto que está muito excitada – respondi, tentando retribuir o elogio.
– Estou mesmo – disse ela – abrindo sua calça e descendo-a até a altura das coxas, junto com sua calcinha – passe sua mão na minha xoxota e verá que estou pegando fogo – finalizou com um sorriso cheio de vontade.
Eles pegaram nós já nos beijos

Quando nossos maridos entraram na cozinha nós estávamos nos braços uma da outra, nos beijando e nos acariciando mutuamente entre as pernas.
– Uau! – disse o Thiago – já começaram!
Assustadas com a chegada deles, nos separamos imediatamente.
– Hummmm! Que delícia – disse meu marido, cheio de tesão – por que pararam? Nunca tinha visto minha mulher se pegando com outra.
– Você terá tempo de ver novamente – respondeu Marina dirigindo-se ao meu marido e dando-lhe um beijo nos lábios – sua tarefa agora é apagar o fogo que a sua mulher acendeu em mim.
– E eu quero colocar logo as mãos nestes seios enormes! – disse Thiago se aproximando de mim e já começando a acariciar e mordiscar os bicos dos meus seios.

Fomos todos para a sala em seguida. A Marina tirou sua calça e calcinha e se sentou de pernas abertas no sofá. Depois, pediu ao meu marido que se ajoelhasse e chupasse sua buceta até ela gozar.
O Thiago, por sua vez, pegou minha mão e levou até o seu membro, por cima da calça. “Olha como estou excitado!“, disse ele.

Apertei sua rôla e percebi que era realmente muito grande e estava bastante dura.
– Tire sua roupa – disse eu – quero sentir seu pau na minha mão.
– Vai sentir na sua mão e em todo o seu corpo – respondeu o Thiago sorrindo e tirando toda a roupa.

Ouvi um gemido atrás de mim. Era a Marina que continuava a se deliciar com a boca do meu marido. Ela já tinha tirado o resto de sua roupa e estava acariciando seus seios enquanto meu marido continuava a lamber e chupar sua xoxota linda e depiladinha.

Comecei a tirar minha roupa também. Quando olhei para o Thiago, ele já estava completamente nú, observando meu corpo à medida que minhas últimas peças de roupa iam parar no chão.
– Uau! Seu corpo é delicioso! – disse Thiago quando fiquei completamente nua. Olhei para o pau dele e parecia dobrar de tamanho a cada segundo. Caí de joelhos e me preparei para mamá-lo.

Comecei pela cabeça daquele pênis gigante, massageei as bolas e finalmente comecei a chupá-lo.
– Ohhhh! Ahhhhh! Eu sempre imaginei que você era realmente boa para chupar um cacete, sua safadinha – ouvi o Thiago sussurrar entre gemidos.
Comecei a punhetar seu pau enquanto o chupava, o que o fez se afastar de mim.
– Ohhh! Caramba! Quase gozei – disse ele rindo e se deitando no chão. Em seguida me deitei ao seu lado.

Ele então começou a acariciar e lamber os biquinhos dos meus seios. Logo se sentou em cima de mim e posicionou seu pênis entre meus seios avantajados.
– Fode meu pau com essas tetas gostosas! Fode! – pediu ele.

posição sexual espanhola

Coloquei as mãos em meus seios, os apertei contra seu cacete e ele imediatamente começou um vai-e-vem bem gostoso. Que “espanhola” gostosa nós dois estávamos fazendo.

Olhei para o meu marido e a Marina. Ele estava metendo nela de “cachorrinho”, justamente do jeito que ele mais gosta. Pelas expressões no rosto dela, pude ver que não demoraria muito até ela gozar como uma louca.

Meu marido devia tê-la excitado bem mesmo antes de penetrá-la. Eu sabia como ele era bom com a linguá e com os dedos. Se eu já estava excitada, vê-los fodendo daquela forma me deixou ainda mais. Minha vagina ainda não tinha sido tocada pelo Thiago, mas eu a sentia completamente molhada.

Eu não iria aguentar muito mais sem enchê-la totalmente. E o que eu precisava dentro dela, grande e grosso, estava justamente entre meus seios, espirrando esperma na direção do meu rosto.
– Ahhhh! Caceteeee! – gritou o Thiago gozando e disparando seu líquido quente no meu pescoço. Os jatos foram tão fortes que algumas gotas foram parar na minha boca, olhos e cabelos.

Leia também:

Conto excitante Baiano do tinder

A Marina e meu marido também começaram a gemer desesperadamente, com ela sentada em cima dele, subindo e descendo naquela vara gostosa. Eu era a única que não tinha gozado ainda. E eu precisava muito de um orgasmo. Já estava ficando tonta de tanto tesão.

No entanto, eu sabia que algo bom estava reservado para mim.
– Chupa meu pau novamente! Até ele ficar duro outra vez – disse o Thiago levando seu pênis semi-ereto até a minha boca, após eu limpar, com minha blusa, seu esperma do meu pescoço e rosto – agora você vai receber o que você merece.

sexo oral masculino
Comecei a chupar o cacete dele, com algumas gotas de sêmen ainda saindo daquele membro enorme. Aos poucos foi ficando duro e delicioso. De joelhos na sua frente e as pernas um pouco afastadas, mal percebi quando um rosto foi surgindo por baixo de mim e uma linguá atrevida começou a invadir minha buceta.

Era a Marina, me lambendo e beijando toda a região da minha vagina. Parecia uma gatinha bebendo leite. E o leite era minha bucetinha rosada e molhadinha. Abri mais as pernas e praticamente me sentei no rosto dela. Me abandonei ao prazer.

Quando combinei com meu marido de fazer esta festa à quatro, nunca imaginei mamar um cacete e ao mesmo tempo me deliciar com uma outra mulher chupando minha buceta. Mas as minhas surpresas ainda não acabariam ali.

Quando Thiago sentiu que estava pronto, deitou-se no chão e pediu para eu cavalgá-lo.
– Ohhhhh! – gemi ao sentir o pênis dele se encaixando na minha buceta à medida que eu descia meu corpo.

Cavalguei deliciosamente o pau do Thiago enquanto ele apertava e beijava meus seios, que balançavam na sua frente. Uma mão pressionou as minhas costas fazendo com que eu me deitasse em cima do Thiago. Nessa hora percebi que a Marina havia se deitado ao nosso lado e começou a nos beijar, alternando entre a minha boca e a do seu marido.

Deitada em cima do Thiago e beijando a Marina, senti agora duas mãos na minha bunda, abrindo e massageando minhas nádegas. Era meu marido. Suavemente ele começou a passar a lingua no meu cú, deixando um rastro de cuspe por onde sua boca passava.

Facilmente adivinhei que iria ser enrabada. Outra novidade para mim. Ser fodida na buceta e no cú ao mesmo tempo ia ser demais para a minha pessoa. Minha primeira DP (dupla penetração). “Que delicia”, pensei me arrepiando toda.
– Ahhhhhh! Meu deussssss! Vão devagarrrrrr! – gemi e senti meus olhos se encherem de lágrimas quando o pênis do meu marido deslizou fundo no meu rabo, encontrando e roçando o cacete do Thiago pelo caminho.

Sentir dois pênis dentro de mim foi algo completamente novo e uma mistura de dor e prazer nunca antes experimentada. Eu era agora um sanduíche entre dois homens que me deixavam completamente fora de mim de tanto prazer.

Eu estava sempre pronta para trepar e delirar de prazer apenas com a minha vagina, mas, com o tempo aprendi a gostar quando meu marido me penetrava no rabo. Mas agora era diferente, duas picas duras e grossas me invadiam, bem fundo. O prazer era tanto que eu estava quase desmaiando.
Era um prazer indescritível.

Aumentava a cada movimento que eu fazia. Se eu movia a pélvis para baixo, sentia o pênis do Thiago me penetrar bem fundo na vagina. Se eu elevava a pélvis, sentia o pênis do meu marido se afundar no meu cuzinho. De repente senti que não aguentava mais.
– Ahhhhhhhhhhhhhhhh! Estou gozandoooooooo! – uma onda de calor invadiu meu corpo e me concentrei na boca do Thiago.

Beijei-o loucamente enquanto meu marido castigava meu rabinho sem dó. Gritei e gritei. Parecia uma sirene. E só não gritei mais porque as bocas do Thiago e da Marina não me davam tempo. Eles queriam me beijar, queriam sentir meu prazer na boca deles.

dupla penetração

Quando o Thiago e meu marido gozaram dentro de mim eu já tinha perdido a conta dos orgasmos seguidos que os dois tinham me proporcionado. Momentos depois estávamos todos deitados no chão, cansados e suados. Eu me sentia completamente saciada, como nunca havia sentido antes.

Nós, as mulheres, estávamos no meio com os homens nas extremidades, cada um ao lado da mulher do outro. Não demorou muito para que a sessão de beijos, abraços e carinho reiniciasse. E novamente fui alvo das atenções da Marina, que não só me beijava como também acariciava meus seios e brincava com seus dedos na minha bucetinha toda inchada de tanto sexo.

Meu marido foi o primeiro a interromper aquele momento, dizendo que tinha fome e que seria melhor irmos jantar. Todos concordamos. Mas, antes do jantar precisávamos tomar banho. Havia esperma em todo o meu corpo e o cheiro de sexo estava em todas as partes.

Após o jantar fomos ver televisão. Os homens só de cuecas e as mulheres só de calcinha. Enquanto assistíamos a um filme, íamos falando e nos tocando uns aos outros. Em um determinado momento, meu marido meteu a mão entre as pernas da Marina, puxou sua calcinha para o lado e procurou seu grelhinho, começando a esfregá-lo lentamente.
Não demorou muito pra brincadeira começar novamente!

Ela de imediato abriu suas pernas, facilitando a tarefa.
A Marina me puxou para perto dela, procurou meus lábios e me beijou. Na verdade ela não me beijou, nós nos beijamos, porque eu correspondia feito uma louca aos beijos e mordidinhas que ela dava nos meus lábios.

Em seguida ela me perguntou: Querida, por que você não chupa minha buceta? Eu iria adorar.
Isso era algo que eu nunca tinha feito ainda. Mas a experiência me agradou muito. Foi o reinício de toda uma série de prazeres que tinham sido interrompidos para jantarmos.

Depois daquele fim de semana, eu e o meu marido tivemos outras experiências: nós e outros casais ou apenas uma amiga ou um amigo nosso. Mas isso são outras histórias que talvez um dia eu conte.

62 thoughts on “Uma deliciosa troca de casais

    1. Eu tenho uma solução pra vc . Já que vc tem essa vontade joga com ele de uma amiga pra ele na hora h ele vai ama tranza com vc a sua amiga depôs e a sua vez .. a eu estou aqui eu gostaria muito de tranza a 3 sou bem descreto tenho 39 anos 22 ctm moreno olhos castanho e me chamo Henrique se isso ajuda ..um beijo

        1. Oi Stefani meu nome e Ana também sou casada e temos muita vontade de experimentar vcs são de onde sou de bh vamos trocar figurinhas quem sabe podemos nos realizar meu zap 975739816 mas seja discreta diga so oi quando puder respondo😘😘😘

        2. Oi Lafaiete meu nome e Ana também sou casada e temos muita vontade de experimentar uma troca ou mesmo ambiente somos de bh vamos trocar figurinhas quem sabe podemos nos realizar meu zap 975739816 mas seja discreto diga so oi quando puder respondo😘😘😘

    2. Oi Stefani meu nome e Ana também sou casada e temos muita vontade de experimentar vcs são de onde sou de bh vamos trocar figurinhas quem sabe podemos nos realizar meu zap 975739816 mas seja discreta diga so oi quando puder respondo😘😘😘

  1. Gostaria muito de fazer troca de casais mais minha mulher não quer, gostaria de fazer sexo a três se algum casal estiver interessado a realizar esse feito por mim vou adorar, meu zap 11943461814

  2. Sou uma esposa swing e digo que não existe a melhor abordagem, o que pode fazer é ter muito diálogos francos … Expresse o desejo verdadeiro de forma simples e direta . Mostre contos como esse e séries contadas para o tema , venda a ideia de forma saudável… Temos uma comunidade bem firme e divertida no meio liberal cearense …

    1. Oi Tony e gaby eu tbm tenho venda de de fazer uma troca de casais ou a três ja até comentei com minha mulher ela fala que topa mas sinto que é só da nova pra fora gostaria muito que algum casal encentivace ela meu número é 11 976703927

  3. Olá chamo Sidnei ja convesei com minha mulher sobre troca de casais ou a três ela fala que topa mas sinto que é so da boca pra fora gostaria muito que um casal mandace um oi no zap de lá mas tem que ser discreto fazer amizade primeiro depois com o tempo combina meu numero é 11 976703927 0 dela depois eu passo

  4. Oi Tony e gaby eu tbm tenho venda de de fazer uma troca de casais ou a três ja até comentei com minha mulher ela fala que topa mas sinto que é só da nova pra fora gostaria muito que algum casal encentivace ela meu número é 11 976703927

  5. Tenho muita vontade. Às vezes comento com minha mulher que viaja nas minhas intenções, mas acho que seria uma barreira a ser quebrada. Quem sabe um dia…

  6. Oi me chamo Carlos e gostaria de entrar em contato com casais ou mulheres que tenha vontade de fazer uma boa sacanagem bem gostosa regada de muito sexo, tenho 22 cm. Podemos também convencer minha gata a participar ela tem vontade mais falar coragem. Me chama no zap interessados (81) 93929873

    1. carlos somos um casal de pernambuco coroas e bonitos eu 53 minha branquinha 41 gostariamos de fazer uma troca de casal e ela ama um dotado assim como voçes qual a idades de voçes .

  7. Oi Carlos me chama no zap(81) 93929873. Me chamo Carlos também e se tiver mais alguém interessado é só chamar .Vamos fazer uma boa sacanagem regada de muito sexo gostoso

  8. Oi, eu e minha linda garota fantasiamos bastante, ja fomos a casas de swing, mas ainda não realizamos. Eu ja fiz troca na casa de swing, mas com uma amiga, antes de comecar com a atual namorada a 10 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *