Rapidinha deliciosa na hora do almoço

A manhã passou voando, era quase meio dia e estava com fome. Saí para comer um lanche rápido e voltei, queria dar uma cochilada. Antes disso dei uma olhada nas minhas redes sociais e falei rapidamente com um amigo, essas conversas gostosas que te deixa com sorriso no rosto e o pensamento longe. Na despedida falei que iria dormir um pouco e ele brincando disse: “Sonha comigo”, eu disse que sonharia e acabei ficando com isso na cabeça.

Deitei em um sofá que tem no escritório e literalmente apaguei. De repente senti alguém encostar-se a mim. Eu estava com muito sono e não entendia o que estava acontecendo, só o sentia cada vez mais a me abraçar por trás tipo conchinha quando percebi que era meu amigo que estava lá. Fiquei com medo de alguém chegar, mas ao mesmo tempo estava adorando aquilo. Fingi que estava dormindo enquanto ele acariciava minhas costas, cintura, minha bunda e nuca. Meu vestido era fino e eu podia sentir as mãos dele sobre minha pele. A essa altura eu já não conseguia mais fingir que dormia e todos os pelos do meu corpo estavam arrepiados. Abri os olhos e falei: “Você é louco?”, ele disse: “Sim, louco pra ter você”. E me mandou ficar quieta.

Obedeci e ele continuou passeando as mãos sobre meu corpo, cada vez mais forte e eu com muito medo de alguém aparecer e nos pegar de surpresa e isso me deixava ainda mais excitada. Levantou meu vestido e enfiou a mão no meio das minhas coxas passando pela minha calcinha e sentiu que ela já estava toda molhada. Colocou-a de lado e enfiou um dedo em mim, eu gemia baixinho e ele dizendo no meu ouvido como eu era gostosa e como ele me queria ali mesmo. Enfiou dois dedos e mexia com força, me beijava, apertava meus seios e não me aguentei, gozei na mão dele. Assustada, perguntei que horas eram e ele disse que ainda tínhamos 15 minutos.

Sentou encostado no sofá e disse: “Quero te comer aqui, senta no meu colo e rebola gostoso no meu pau”. Sentei devagar e comecei a rebolar do jeito que ele queria. Ele apertava minha bunda com as mãos enquanto chupava meus seios enlouquecidamente. Eu me arrepiava a cada esfregada que dava naquele pau gostoso e duro, quando senti que ele estava chegando lá, comecei a mexer mais rápido e ele logo gozou, gritando de prazer. Apertando-me contra o corpo dele me disse: “Você é muito gostosa e eu quero você de novo”.

Foi quando escutei alguém me chamar, uma voz que vinha bem de longe. Eu acordei assustada, era minha colega de trabalho falando pra eu levantar que tinha terminado o almoço.

Fui ao banheiro e eu estava completamente molhada. Dei um sorriso safado para o espelho, me arrumei e voltei ao trabalho.

One thought on “Rapidinha deliciosa na hora do almoço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *