Pai e filho fazendo putaria no banheiro do shopping

Meu nome é Otacílio casado, papai de 2 filhos, nos dias de hoje com 47 anos, cabelos ralos um tanto calvo e o remanente rsrsrs grisalho, meus olhos são verdes, tenho um andamento e oitenta de altura, faço academia e tenho braços ate fortes com costas largas, inclusive dessa maneira uma barriguinha aguardente rsrs, estilo de me preservar alisado sem nenhum pelo no corpo, porém nos dias de hoje estou deixando a barba grisalha bem aparada.
Tenho uma empresa de moda e tênis esportivos em um acanhado centro comercial de município do interior e juntamente comigo trabalham minha filha de 22 anos e meu filho de 24 anos.  Meu filho é um rapagão belo, cabelos castanhos claros na altura do alteamento um tanto ondulado, olhos verdes como os do agente, branco e sarado, uma vez que similarmente pratica academia, possui um alegria admirável e acolhedor que aliciação a cadeia e esta constantemente com uma namoradinha para cima e para baixo.  Como constantemente fazia em seguida que meu filho Talles chegou da academia fui para meu exercício deixando o com minha filha na empresa. Gostava de ir já aproximadamente na momento da academia encerrar, uma vez que o movimento tanto na empresa quanto na academia já era menor.  Acabado meu exercício fui para no qual frequentemente vou as quintas feiras para o banheiro do de acordo com andar, porem como na quinta seria brecha e certamente teria um movimento maior resolvi ir quarta bazar inclusive. O conserva já aparecia saindo de sua auditoria para afirmar se havia um cliente no banheiro o cumprimentei e entrei fiquei no ultimo dos miquitorios verticais fingindo mijar coloquei meu pau branco para fora e comecei alguns movimentos para endurece lo. Não demorou bastante e um rapaz abominável, cabeça raspada entrou parou do meu lado tirou seu cacete já difícil para fora e deu uma mijada com pressão de realizar agitação, terminou deu umas chacoalhadas no baita pistolão que deu uma jovem murchada e eu de atenção em cada movimento. O rapaz percebeu olhou para mim abriu um alegria de dentes perfeitos e brancos tirou um aceno com a cabeça de afirmativo olhei de novo para seu pau que já aparecia difícil de novo com seus movimentos de rápido masturbação.  Me inclinei e já abocanhei aquele cacete que misturava cheiro de perfume, esforço e mijo chupei, lambi as bolas ele bateu com ele em minha cara coloquei na boca e chupava colocando e tirando ouvido seus gemidos contidos. De acesso escuto a acesso do banheiro se abrir explosão o cacete do rapaz da boca e corro para o acanhado de frente do miquitorio também com meu pau para fora. O rapaz que eu aparecia chupando toma meu lugar no ultimo miquitorio e finge estar mijando no momento em que atenção por abaixo da acesso e reconheço os tênis do rapaz que chega e se bota ao lado do abominável, eram os tênis do meu filho.  Abro um tanto a acesso do acanhado e confirmo de fato aqueles tênis eram os do meu filho que para minha abalo esta curvado chupando o pau do rapaz que acariciava seus cabelos delirando com sua chupada. Ele olhou para mim tirou uma cara de safado deu um sorrisinho e continuou socando a boca do meu filho como se estivesse penetrando um cu.  Eu aparecia em abalo de modo algum pensei que meu filho gostasse de homem já que constantemente o via com garotas. Fiquei no acanhado para experimentar acionar a informação levantei os membro firmando os na flanco do acanhado para ele não me analisar, porém no movimento acabei fechando sem tanto atenção fazendo um tanto de agitação, porem meu filho não ouviu certamente aparecia sem seu aparelho de apresentação já que ele possui dificuldades de escutar especialmente do ouvido direito, não chega a ser inteiramente abafado, porém sem o aparelho e concentrado como aparecia a custo ouviria se não estivesse olhando.  Abri de novo um tanto a acesso e pude analisar meu filho abocanhar o cacete abominável do rapaz, os movimentos de seus lábios e dialeto enquanto o rapaz segurava em seus cabelos e conduzia sua cabeça de Talles em direção a seu pau que era completamente engolido por meu filho. Não conseguia abonar que aquela coisa era atualidade e para dificultar eu aparecia me excitando com aquela coisa. De acesso escutei o rapaz permitir um cainho abarcado certamente tinha gozado na boca do meu filho que bebeu e não cuspiu nada. Meu filho se levantou e foi em direção ao lavabo enquanto o rapaz olhou em direção à acesso seme aberta do acanhado no qual eu aparecia deu uma balançada no pau já meia bomba e o guardou dentro da cueca subiu as calcinha a abotoou e foi lavar as mãos.  Não aguentei com todo aquele atração que aparecia de pau difícil assentado na privada bati uma punheta e gozei bastante lembrando do meu filho pagando boquete para o rapaz. A noite ao longo o banho mais uma vez bati mais uma punheta não conseguia levar aquela imagem de minha cabeça.  Os dias se passaram arrastados acho que por minha impaciência que chegasse logo na próxima quarta bazar e no momento em que chegou passei o dia todo agitado pensando no que poderia ocorrer logo mais a noite, pensava em varias coisas que deveria abordar, demandar, imaginava a comportamento do meu filho e a minha. Chegou a momento de eu ir a academia, sai da empresa, porém não fui a academia fui direto ao banheiro do de acordo com andar e entrei em um acanhado constantemente dando uma olhada para analisar se Talles apareceria. Diversos rapazes se encontravam então, mijavam ou fingiam mijar nos miquitorios verticais enquanto uns ficavam olhando o pau um dos mais, vez ou outra alguns pegavam masturbavam, ocasionalmente via os membro entrando nos reservados logo o conserva chegou para afirmar e a debandada. Bateu na acesso do meu acanhado pedi um hora dei descarga, sai lavei as mãos como se tivesse realizado uma coisa, porém fiquei por próximo o conserva saiu dei um tempo e voltei.  Logo deu a momento do centro comercial encerrar eu aparecia no acanhado e vi um tênis entrar ficar de frente a um miquitorio, vi por abaixo da acesso do acanhado. Não demorou bastante e vi o tênis de meu filho entrar e ficar ao lado que aparecia mijando. De fato no momento em que abri a acesso do acanhado comprovei que era meu filho que enquanto o rapaz que aparecia ao seu lado mijava ficava observando a sua rola. Logo meu filho já aparecia masturbando o cara um rapaz forte que eu já tinha averiguado na academia com camiseta de uma empresa la do centro comercial e que por demonstração eu já tinha o chupado. Me excitei com aquela coisa e comecei a abalroar uma. Aparecia tão bom e eu aparecia tão excitado que não me controlei abri a acesso e me coloquei de pe com meu pau para fora bem perante de meu filho o rapaz que ele chupava me deu um alegria de safado meu filho que aparecia abrupto pegou em meu pau tirou alusão de chupa lo, porém antes olhou para cima e no momento em que percebeu que era eu deu uma congelada e soltou:   Agente?!  Também com meu pau na mão. Eu disse para ele chupar, porém percebi que ele aparecia sem seu aparelho uma vez que o rapaz aparecia com seus cabelos na mão deixando a amostra sua aba. Falei articuladamente para ele chupar e apontei com o aptidão de uma das mão a minha boca e com a outro peguei no pau do rapaz. Meu filho captou meu advertência e colocou meu pau na sua boca começando a me chupar bom. Dei umas masturbadas no pau do rapaz e o chupei similarmente.  Estavamos la agente e filho cada um com um cacete na boca eu de um rapaz forte jovem belo na boca e meu filhão com o meu. O rapaz trouxe a cabeça do meu filho de volta para o dele e entendi que ele queria duas bocas em seu cacete. Colocamos ele no meio e eu de um lado e meu filho do outro dividíamos aquele bela de carne rígida quente branco e abundância de veias ocasionalmente um chupada o cacete e o outro o sacão do rapaz e em seguida trocávamos o cara aparecia para achincalhar no momento em que os dois deslizávamos os lábios em seu cacete e cada um apertava em um dos mamilos dele ele por isso deu um urro e gozou bastante no chão do banheiro limpamos seu cacete e demos nosso primeiro adorável na boca dividindo o estilo da porra do rapaz. Levantamos e o rapaz nos deu um adorável em cada um e fomos ainda que.  Mais tarde já em casa conversamos sobre o que havia acertado contamos algumas historias o que acabou nos excitando e acabamos transando pela primeira vez em seu quarto e foi bastante bom a partir daí começamos a possuir uma correlação bem mais próxima e intima que antes.  Meu filho continua com suas peguetes e eu continuo casado com sua mãe e as quartas feiras inventamos um futebol para irmos e realmente ocasionalmente jogamos e em seguida vamos a um motel fuder outras vezes nem sequer jogamos, ocasionalmente transamos apenas nos 2 ocasionalmente transamos a 3 e vem sendo uma experiência excelente.

2 thoughts on “Pai e filho fazendo putaria no banheiro do shopping

  1. Procuro grupo de machos ativos para me estuprar sem dó de verdade. Podem me dominar e fazer TUDO que quiserem comigo, mesmo se eu pedir pra parar e precisar ser à força.

    Meu whatsapp +55 19 99481-8715.

    Tenho vídeos e fotos em

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *