Encoxando a casada no metrô

Meu nome é Leo ( fictício ), tenho 20 anos, 189cm e 100kg. Minha amiga Amanda ( fictício ), tem 19 anos, 1,67cm, 60kg.estava casa em plena folga relaxando, quando minha amiga Amanda me ligou perguntando se eu estava livre para acompanha-la até a casa da sua prima, como seu marido ( meu amigo ), estava ocupado com o trabalho e o lugar nao era lá muito seguro, Amanda queria que eu fosse com ela e implorou para que eu a acompanhasse, sem muita escolha e sem ter como dizer não eu disse que iria com ela, perguntei se ela queria ir com o carro, e com medo de ser parada e assaltada ela disse que seria melhor ir de metrô mesmo, fui para sua casa busca-la e seguimos caminho, Amanda estava usando um shortinho curto que quase deixa aparecer sua bundinha, uma blusa regata leve que deixava seus seios balançarem a cada

passo dela, estava muito gostosa. Estávamos no ônibus indo ate o metrô e como naquele horário sempre enchia, Amanda se sentou e eu fiquei pé ao ladk dela, estava hipnotizado olhando para baixo vendo seus peitos balançando, e a cada curva do ônibus meu pau duro dentro do short pressionava contra ela que sorria e me olhava com cara de safada, ficamos assim ate descermos no ponto do metrô, descemos e corremos para nao o perder, para nossa sorte estava bem vazio e conseguimos pegar dois lugares para sentarmos, ficamos conversando e Amanda fez questão de me lembrar que sentiu meu pau duro se esfregando nela no ônibus. Chegamos bem rápido no lugar onde a sua prima morava, Amanda me apresentou para ela e começamos a conversar, Amanda explicou pq eu tinha ido com ela e todo o resto, ficamos lá por

algumas horas ate que Amanda acaboubo que tinha ido fazer, na volta pegamos metrô de novo e como já era de se esperar pelo horário, estava bem cheio, nos apertamos e entramos, Amanda ficou de frente para mim perto da porta e sempre que o metrô ia parando, Amanda se agarrava em mim para não cair e sempre que fazia aquilo sentia seus peitos perfeitamente, e com isso era óbvio que ficaria de pau duro, Amanda sentiu ele em uma dessas paradas e começou a passar sua mão me excitando ainda mais, em um momento já estávamos com mais espaço e Amanda com um sorriso safado como sempre, se virou fi vou de costas para mim, meu pau ficou encaixado certinho no meio de sua bunda e ela se mexia devagarzinho para ninguém perceber, e assim fiquei encoxando ela a viagem toda, Amanda se empinava e rebolava e a cada parada eu dava uma forte pressionada em sua bundinha e de vez enquanto apertava seus peitinhos que já estavam

com os biquinhos durinhos de tão excitada que Amanda estava e com isso começamos a fletar ainda mais falando baixinho sobre o que faríamos quando chegássemos.

Eu- Me provocando assim, vou te devorar quando chegar em casa!!

Amanda- É? Vai me pegar forte??

Eu- Essa bundinha vai toda minha hoje!!

Amanda- Só sua??

Eu- Só vou te devolver pro XXXX amanhã, hoje você vai ser minha!!

Amanda- Quero, me faz sua!!

Continuamos a nos esfregar e flertar no caminho inteiro, do metrô ao ônibus apreciamos um casal de adolescentes excitados, já dentro do ônibus ficamos bem no fundo, Amanda na minha frente tentando se segurar nas curvas, e eu a encoxando sem se quer me preocupar se alguém reparasse,…

” Vocês estão com morena linda e safada, que está doida para foder e levar pau, me digam o que fariam? não iriam aproveitar para deixa-la ainda mais excitada??”

… Com uma das mãos me segurava e a outra segurava na cintura de Amanda a puxando para trás a cada curva mais fechada, descemos do ônibus quase que colados e corremos direto para minha casa, já em casa a agarreie e arranquei toda a roupa dela, deixando-a peladinha e ao olha-la vi sua bucetinha pingar de tesão, Comecei a beijar seu corpo e passar a mão por ela toda, Amanda pegou o celular e ligou para seu marido ( meu amigo ), ele atendeu e enquanto eu a beijava inteira, sua boca, pescoço, ombros, seios, barriga e claro sua deliciosa e molhada buceta, Amanda tentava falar para seu marido ( meu amigo ) que dormiria fora naquela noite, meu amigo perguntou onde e Amanda sem esconder nada, disse que passaria a noite comigo e que só voltaria na manhã seguinte, meu amigo concordou e disse para nos divertimos, não sabia ele que a diversão já tinha começado a muito tempo, Amanda desligou e jogou o celular para o lado, suas mãos me agarraram e me puxavam com força para perto dela, continuei a beijando enquanto tirava meu pau para fora e segurando anda pela cintura a peguei no colo, guiei meu pau até sua bucetinha e a desci bem devagar encaixando meu pau certinho naquela buceta morena e deliciosa, Amanda se revezava entre me beijar e gemer, seu corpo subia e descia no meu colo enquanto seus peitos se entregavam em mim me excitando cada vez mais, Amanda se esticou e me agarrou ainda mais forte cravando suas unhas em mim enquanto gozava pela primeira vez naquela noite, enquanto se recuperava Amanda ficou completamente mole e seu corpo ficou pesado e para continuar fodendo ela, botei as costas de Amanda no sofá e abri suas pernas a deixando bem exposta e continuei metendo forte nela arrancando gemidos ofegantes, larguei suas pernas e agarrei aqueles peitinhos que não paravam de balançar na minha frente, me coloquei sobre ela e comecei a chupar eles, deixando-os marcados com chupões e bem vermelhos, Amanda gemia sem conseguir falar e as vezes dava uns gritinhos muito gostosos, me levantei pouco e coloquei mais força nas minhas estocadas, Amanda se agarrou no sofá e aguentou cada uma delas enquanto gritava de prazer, com uma estocada forte e indo bem fundo naquela mulher, eu comecei a gozar intensamente a preenchendo com a minha porra, gozei tão forte que fiquei socando na buceta dela automaticamente enquanto jorrava dentro de Amanda, fiquei em cima dela enquanto gozava e quando nao tinha mais uma gota de porra nas minhas bolas eu cai deitado do lado dela, ficamos nos recuperando por alguns minutos e rapidamente voltamos a nos beijar novamente e começamos mais uma rodada.

Perdi a conta de quantas vezes nos transamos e gozamos naquela noite, só sei que fiquei com as minhas bolas doendo de tanto socar naquela mulher, tanto que de manhã, Amanda estava andando com dificuldade por estar toda assada, levei ela até em casa com o carro para que ninguém percebesse e a devolvi para meu amigo devidamente comida e completamente satisfeita.
Espero que tenham gostado dessa história, até o próximo conto.

One thought on “Encoxando a casada no metrô

  1. Sou viadinho, procuro machos ou grupo de machos ativos para me enrabar sem dó de verdade. Podem me dominar e fazer TUDO que quiserem comigo, mesmo se eu pedir pra parar e precisar ser à força.

    Meu whatsapp +55 19 99481-8715.

    Tenho vídeos e fotos em
    Sou de Campinas/SP tenho local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *